Blog



Li e me diverti esta semana com o artigo 10 mandamentos do Gerenciamento de Projetos do James Kerr publicado em 2006 na Computerworld UK, com tradução livre do Felipe Chagas no blog Nosso Mundo GP:

I – Estreitarás teus escopos

II – Não tolerarás equipes inchadas.

III – Exigirás dedicação de todas as áreas envolvidas.

IV – Estabelecerás um comitê para analisar o andamento.

V – Não consumirás tua equipe.

VI – Buscarás apoio externo quando necessário.

VII – Darás poder às tuas equipes.

VIII – Usarás ferramentas de gerenciamento de projetos.

IX – Reconhecerás o sucesso.

X – Não tolerarás gambiarras.

A diversão veio basicamente pelo formato, pela tentativa informal de profetizar e dar o peso quase bíblico dos mandamentos à prática de gestão de projetos.

A analogia é interessante, senão veja as dificuldades que as religiões que adotam os 10 mandamentos da bíblia tem no cumprimento deles pelos seus fiéis. Imaginem alguns deles como “Não roubarás, não mentirás, não cobiçarás a mulher do próximo”. Todos reconhecem sua coerência, muitos não os seguem.

Considerando então que a igreja não tem sido tão eficiente nesta missão quanto gostaria, imagino nosso desafio de defender mandamentos da gestão de projetos, uma missão quase impossível.

Acho que seria uma missão igualmente complexa definir quais seriam os mandamentos da gestão de projetos, em comum acordo com os fiéis, digo, os praticantes no mundo. Os meus mandamentos para projetos certamente seriam diferentes dos mandamentos do James Kerr, os seus (leitor) diferentes dos nossos. Os mandamentos dele expressaram explicitamente as suas preocupações de gestão de mudanças organizacionais, e cada um de nós colocaria em evidência temas mais “frescos” da nossa história.

Apesar das divergências na lista final, todos nós estaríamos certos, já que estão baseados nas nossas experiências, nos acertos e erros que são diferentes em cada ambiente e projeto.

A crença mínima esperada é que o tema gerenciamento de projetos não seja subestimado. Este é o ponto de partida para melhorar resultados. Logicamente, um pouquinho de fé nas práticas de gestão de projetos podem ajudar a compensar uma inicial falta de domínio desta competência.

Precisa de um software para gerenciar as atividades e documentos do seu projeto?

Conheça o Artia – ambiente de colaboração para projetos.



    

Artia 2012 ® Todos os direitos reservados.