Blog

Inicio aqui uma série de artigos sobre o patrocinador, sujeito que pode ser essencial para o sucesso do projeto em muitas organizações.

No Brasil, pela forte influência do Guia PMBOK® nas organizações, adotamos o termo Patrocinador (ou sponsor em inglês) com enorme consenso. Até alguns anos atrás, era comum escutarmos o termo Campeão para referenciar o patrocinador, ainda usado em algumas organizações.

O glossário do Guia PMBOK (2008, PMI) o descreve como “A pessoa ou grupo que fornece os recursos financeiros, em dinheiro ou em espécie, para o projeto”.

Esta definição nos remete a função clássica de patrocínio, a mesma definição utilizada para um evento que busca patrocinadores como fonte de recursos financeiros.

Mas na verdade, o patrocinador de projeto é muito mais do isto, e a interpretação crua desta definição pode dificultar o entendimento de quem é realmente o patrocinador do projeto.

A minha definição livre é:

“O patrocinador é uma pessoa com muito interesse pelo projeto, que irá garantir os recursos organizacionais para que seja executado, com disponibilidade, poder e influência suficiente para advogar em favor dos propósitos do projeto”.

As duas definições tem diferenças grandes, veja algumas características desta última:

  • Muito interesse: a intensidade do interesse influencia a motivação do patrocinador para o projeto. Esta motivação será fundamental para o envolvimento do patrocinador em questões críticas nos momentos adequados.
  • Recursos organizacionais: não é só dinheiro. Projeto precisa de gente, equipamentos, atendimento em áreas de suporte, enfim, dinheiro não resolve tudo, ele precisa garantir que o aparato organizacional trabalhe em favor do projeto e poderá ser acionado caso a equipe do projeto não consiga este acesso sozinha.
  • Disponibilidade: um patrocinador que não possa ser acessado e não tenha o tempo mínimo para empreender ações e prover apoio e mentoring ao projeto não ajuda muito.
  • Poder e influência: O patrocinador não precisa ter ascendência funcional sobre todo o time do projeto, ou principais envolvidos. Mas tem poder e influência para garantir este envolvimento em toda organização. Ou seja, ele pode ser o Diretor da minha área, num projeto que envolve pessoas de outras diretorias, mas ele tem poder e influência para interceder em nome do projeto junto aos outros diretores e diretorias, caso necessário.

Verifique se o seu patrocinador cumpre estes requisitos. Conversar com ele sobre as relações do patrocinador e o projeto pode ajudar no sucesso do projeto e evitar frustrações de expectativas entre todos.


Precisa de ferramentas para melhorar a colaboração dos seus stakeholders?

Conheça o Artia – um software para gerenciar projetos.

Guia PMBOK® e PMI® são marcas registradas do Project Management Institute.


    

Artia 2012 ® Todos os direitos reservados.