Como fazer seu planejamento estratégico de 2020, confira 7 dicas

Com o final do ano se aproximando, é comum que muitas empresas comecem a planejar seus objetivos e planos para o próximo ano. Apesar de ser um processo complexo, definir o planejamento estratégico 2020 é extremamente importante para o futuro das empresas, afinal, é a partir dele que as próximas iniciativas serão planejadas e executadas.

Se você precisa de ajuda para organizar o seu planejamento estratégico 2020, esse post é pra você! Confira as nossas dicas e se prepare para transformar o futuro da sua empresa!

1.      Antes de tudo, avalie o ambiente interno e externo da empresa

Para conceber uma estratégia para o futuro, primeiro é preciso saber como está o presente, e a análise SWOT é o ponto de partida para qualquer que seja o seu destino.

Nossa dica é que você utilize a análise SWOT para descobrir as forças e fraquezas do ambiente interno, e as oportunidades e ameaças para analisar o ambiente externo. Reúna uma equipe multidisciplinar e capacitada para que, juntos, todos possam contribuir com seu conhecimento para gerar uma análise completa e imparcial.

Com os dados em mãos, você pode incluir no seu planejamento estratégico 2020 ações para minimizar os riscos das ameaças atingirem o seu negócio, e aproveitar as oportunidades do mercado potencializando suas forças internas.

Por exemplo, imagine que você tem uma empresa de artigos esportivos e o país em que ela atua está se preparando para receber os jogos olímpicos em breve. A proximidade de um evento relacionado a esportes abrirá um espaço para que a sua empresa possa atingir mais pessoas, tornando-se uma oportunidade de mercado.

Porém, se for anunciado que uma empresa concorrente estiver expandindo e chegando no lugar onde você domina, esta é uma ameaça, pois certamente ela irá competir pelos seus clientes. Ter conhecimento dessas tendências do mercado e saber lidar com elas é vital no planejamento estratégico.

2.      Limite o tempo a ser investido no planejamento

Investir tempo no planejamento estratégico é importante, mas deve-se tomar cuidado para não gastar mais tempo planejando do que executando. Não se apegue à ideia de que irá planejar tudo detalhadamente logo no início, ou a execução do seu plano acabará nem acontecendo em tempo.

Sugerimos que seja definido um limite de tempo a ser utilizado da rotina de cada envolvido no planejamento estratégico, diariamente ou semanalmente. Por exemplo, se for feita uma reunião por semana a respeito do planejamento estratégico, é interessante estabelecer um limite de duração para ela.

Além disso, não deixe que o período o planejamento dure muito tempo. Coloque uma data para que a execução comece e tenha-o como prazo final.

3.      Envolva as pessoas certas e incentive o trabalho em equipe

O principal recurso de uma organização são as pessoas. São elas que acreditam nas ideias para o futuro, colocam a mão na massa e fazem tudo acontecer. Sem envolvê-las no planejamento estratégico, é muito difícil que depois elas se mobilizem para executá-lo.

O ideal é que você reúna especialistas de várias áreas do seu negócio e incentive-os a contribuir com o planejamento estratégico de maneira colaborativa, de forma que o resultado final seja mérito de todos.

Além de criar um senso de responsabilidade sobre os resultados, fazer a etapa de planejamento em conjunto agiliza o processo de execução, afinal, os colaboradores já têm noção do que têm que fazer e não precisam ficar muito tempo em reuniões de alinhamento.

4.      Certifique-se de não haverá gargalos na comunicação

Assim como é importante manter a comunicação transparente nos projetos, também é necessário assegurar que no planejamento estratégico ela seja a mais clara possível, principalmente se a equipe envolvida for grande.

Promover eventos internos para manter todos os colaboradores alinhados sobre o que está acontecendo é uma alternativa interessante, bem como atualizá-los sobre novidades com reuniões rápidas e promover reuniões para análise de indicadores.

Saiba mais sobre isso no nosso post completo sobre plano de comunicação em projetos.

5.      Utilize uma ferramenta de timesheet

Timesheet é uma ferramenta de gestão do tempo que permite visualizar em quais atividades os colaboradores estão investindo seu tempo. Muito famosa no contexto da gestão de projetos, essa ferramenta se mostra eficiente pois ajuda bastante no monitoramento da produtividade dos colaboradores.

Se você olha para o calendário e para a sua equipe e não consegue ter visão de quem poderá trabalhar em qual período, talvez a melhor alternativa seja implantar um sistema de timesheet.

Nesse tipo de ferramenta, o próprio colaborador é responsável por apontar as horas gastas nas atividades em que trabalhou. Assim, é possível entender mais sobre a rotina deles e até mesmo saber como alocar o trabalho a ser feito para cada pessoa.

6.      Gerencie as iniciativas estratégicas com uma ferramenta adequada

Todo planejamento estratégico deve gerar iniciativas para que os objetivos traçados sejam atingidos. Se uma empresa quer aumentar sua presença de mercado em uma determinada região, por exemplo, terá que contratar novos colaboradores, investir em marketing e até mesmo em estrutura física.

As ações feitas para atingir objetivos do planejamento estratégico podem ser conduzidas em forma de projetos, afinal, têm começo e fim definidos e objetivos claros a cumprir. Isso vai ao encontro da definição de o que é um projeto, que explicamos melhor em outro post.

Os softwares de gerenciamento de projetos entram na jogada pois oferecem informações valiosas para os gestores e para os colaboradores controlarem o andamento das iniciativas estratégicas.

Com eles, é possível monitorar o cumprimento das atividades, dos prazos e do cronograma, verificar o consumo dos recursos, organizar o fluxo de trabalho e ainda ter visão do portfólio de projetos, que reúne todos os projetos em andamento em uma visão única.

A ferramenta de timesheet que mencionamos na dica anterior, inclusive, é uma funcionalidade presente em alguns softwares de gestão de projetos (como o Artia, por exemplo!). Com essa integração, torna-se possível transformar as horas de trabalho em indicadores e precificar o trabalho automaticamente.

7.      Atualize o planejamento estratégico de tempos em tempos

Costuma-se dizer que o planejamento estratégico é como um GPS que guia a empresa do ponto atual até o seu destino. Porém, mesmo quando estamos utilizando um GPS, pode haver imprevistos no meio do caminho: você pode parar para abastecer, lembrar-se de uma rota melhor, deparar-se com um acidente ou uma rua interditada. Isso pode acontecer também com o que for planejado no planejamento estratégico.

Por isso, nossa dica é que você se valide as iniciativas novamente antes de colocá-las em prática. Dessa forma, você se certifica de que elas ainda estão aderentes ao que a empresa pode e deseja alcançar. Além disso, fique atento ao caminho que você deve seguir, não apenas à tela do GPS já que, por vezes, você encontrará oportunidades melhores para chegar ao destino final que não estavam previstas no GPS. Aproveite-as!

Para finalizar, nossas dicas para o planejamento estratégico 2020 foram:

  1. Antes de tudo, avalie o ambiente interno e externo da empresa;
  2. Limite o tempo a ser investido no planejamento;
  3. Envolva as pessoas certas e incentive o trabalho em equipe;
  4. Certifique-se de que não haverá gargalos na comunicação;
  5. Utilize uma ferramenta de timesheet;
  6. Gerencie as iniciativas estratégicas com uma ferramenta adequada;
  7. Atualize o planejamento estratégico de tempos em tempos.

Mas se você ainda não sabe por onde começar, confira este vídeo do SEBRAE:

Esperamos que tenha gostado e que aplique essas dicas no dia a dia da sua empresa. Se quiser saber mais sobre a relação entre a gestão de projetos e o planejamento estratégico, confira nosso post exclusivo sobre o assunto. Boa leitura!