onheça os 5 principais indicadores de gerenciamento de projetosOs indicadores de gerenciamento de projetos servem, basicamente, para entender se um projeto está caminhando bem ou mal. Eles são ferramentas de controle, por meio das quais o gestor ou os encarregados do projeto podem acompanhar com precisão o alcance de metas que foram previamente estabelecidas. Que tal conhecer os 5 principais indicadores de gerenciamento de projetos? Então leia o nosso post de hoje:

Valor agregado (VA)

O valor agregado é um referencial de alta consideração no gerenciamento de projetos, porque mensura o escopo efetivo do projeto agregado até aquele instante. Por exemplo: uma estrada com 100 quilômetros onde ocorre a entrega de 20 quilômetros tem um VA de 20%. O custo e o prazo para essa entrega podem ter sido maiores ou menores, e por isso o IDP e o IDC têm relação direta com o VA.

Índice de Desempenho de Prazo (IDP)

Este apontador mostra como está o andamento do projeto em relação ao cronograma preestabelecido. Como é sabido, é comum que os projetos normalmente apresentem prazos bem estreitos, que precisam ser cumpridos para o máximo de aproveitamento, e por isso a avaliação do IDP precisa ser feita.

Nesse caso, o cálculo de IDP é dado por uma divisão do valor agregado (VA) das entregas, em valor monetário, sobre o valor planejado (VP) das entregas. Ou seja: VA/VP. Caso o valor seja igual a 1, significa que o projeto ocorre como foi planejado. Valores acima de 1 demonstram adiantamento, e valores abaixo de 1 indicam atraso na execução.

Índice de Desempenho de Custo (IDC)

O IDC traz dados sobre o curso do projeto em relação ao orçamento previsto e disponível: o VA (em valor monetário) das entregas / custo planejado das entregas. Esse indicador ajuda a identificar situações em que o projeto pode estar consumindo recursos, sem que isso denote um legítimo progresso.

Com o IDC, é possível mensurar quanto de retorno existe para cada valor que é investido.

Se o resultado da relação for igual a 1, é sinal de que o projeto está correndo como o previsto;
Se o resultado for maior do que 1, presume-se que há economia;
Se o resultado for menor do que 1, indica estouro do orçamento.

Taxa de tarefas realizadas

Ao falar sobre cronograma, inclusive, é benéfico identificar e monitorar a taxa de tarefas realizadas, já que isso influenciará diretamente no cumprimento do prazo. A taxa é dada pelo número total de tarefas realizadas dividido pelo número de tarefas do cronograma.

Desvios de esforço

Outro indicador que merece atenção é o que trata sobre os desvios de esforço. Essa referência trata de calcular a diferença entre os esforços estimados e os empenhos reais feitos no projeto. Isso inclui diversas comparações, como a contagem de horas previstas e o que foi realmente trabalhado, por exemplo.

Se os desvios forem muito grandes, há indícios de que as estimativas iniciais estavam incorretas — e isso significa que ocorreu o consumo de mais recursos do que verdadeiramente deveria ter acontecido.

É o caso, por exemplo, de um projeto que tem um orçamento e uma quantidade de horas a serem trabalhadas. Ao chegar à metade do projeto, todas as horas previstas já foram trabalhadas, e 75% do orçamento já foram consumidos, quando faltam 50% de realização do projeto. Isso indica uma necessidade de reavaliação para identificar o que está consumindo tempo e dinheiro sem que signifique progresso.

Utilizar os indicadores de gerenciamento de projetos proporciona uma gestão mais eficiente e traz grande oportunidade para ter resultados mais satisfatórios. Você usa algum desses indicadores? Tem alguma outra dica? Use os comentários e conte para nós!

Deseja aprender mais sobre KPIs?

Indicadores para trilhar o caminho para o sucesso com os seus projetos.

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Veja de forma prática como aplicar os indicadores certos para avaliar seus projetos.