Um sistema de gestão é essencial para empreiteiros e gestores de obras de construção. Afinal, assim como um bom serviço de marcenaria exige os instrumentos adequados, não se pode exercer uma boa gestão sem as ferramentas corretas. Ou seja, mesmo que se tenha um grande líder, é fundamental contar com um software de gerenciamento de obras para alcançar os melhores resultados.

Entretanto, mais do que focar na implementação da ferramenta, a organização deve conhecer bem a si mesma, quer dizer, ter noção das suas verdadeiras necessidades e buscar ao máximo entender como essa tecnologia vai influenciar, na prática, os seus processos.

Veja, a seguir, como escolher um software de gestão de obras:

Faça um planejamento

É importante planejar a aquisição do software. Por isso, listar todas as necessidades, as prioridades e os objetivos da empresa é uma tarefa que não deve ser ignorada antes da compra do sistema.
Para ponderar sobre as soluções disponíveis no mercado, você pode, por exemplo, comparar as soluções a partir de critérios como:

  • a disponibilidade da plataforma (apenas local ou na nuvem);
  • a necessidade de futuras atualizações;
  • o limite do número de usuários;
  • o suporte (limitado ou ilimitado);
  • entre outros.

Também é fundamental envolver os membros da equipe, pois sendo os usuários do sistema, eles serão os principais envolvidos na implantação da tecnologia. Além disso, essa participação da equipe aumenta a probabilidade de os colaboradores se engajarem com o processo de implementação.

Leve em conta a customização

Mesmo que o estudo sobre a customização seja inerente ao planejamento, é interessante levantar o assunto em tópico separado. A empresa deve ter em mente quais são as restrições do software em relação à sua personalização.
Dependendo das especificidades do tipo de obra que é gerenciado, podem existir limitações de adaptação na ferramenta; e mesmo que seja possível, a modificação pode custar muito caro.
Por essa razão, é essencial que a empresa se mantenha atenta sobre a flexibilidade do sistema — até porque essa pode não ser a única ferramenta que a companhia usará no decorrer dos anos. Deve existir, por exemplo, a facilidade de integração de um ERP, caso ele seja implementado em algum momento posterior.

Consulte o feedback dos clientes

Entrar em contato com outras organizações que já fazem uso do software escolhido é uma boa estratégia para se manter tranquilo em relação a escolha feita. Fale, preferencialmente, com aquelas empresas que atuam no seu mercado e que têm o mesmo porte que a sua companhia.
É fundamental saber:

  • quais foram as experiências no processo de implantação;
  • se as demandas da empresa foram atendidas;
  • quais foram as dificuldades de configuração;
  • etc.

Isso tende a ser de grande ajuda para encerrar a procura pelo melhor software de gestão de obras.

Teste o software de gestão de obras

Por fim, execute testes da ferramenta. A maioria das empresas que desenvolvem soluções oferece um período de avaliação para uso do produto, e esse tempo costuma ser suficiente para que o cliente consiga tirar dúvidas e identificar se todas as necessidades são mesmo atendidas pela tecnologia.

A sua empresa procura algum software de gestão de obras? Conte, então, que critérios de escolha vocês estão levando em conta? Deixe um comentário e compartilhe as suas ideias conosco!

A importância da Gestão de Projetos

Você sabe o quanto a Gestão de Projetos pode ajudar a melhorar os resultados da empresa?

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Neste nosso webinar, vamos explorar a importância de organizar seus projetos para que você atinja melhores resultados.