5 tendências de Gerenciamento de Projetos para 2021: o “próximo normal” das organizações

5 tendências de Gerenciamento de Projetos

Enquanto a pandemia de COVID-19 se desenrolava, organizações de todos os lugares enfrentavam desafios inesperados. É fato que o ano de 2020 foi marcado pela adaptação. Mas, quando pensamos em 2021, retornar ao estado anterior talvez não seja a resposta que grandes líderes buscam.

Você já deve ter ouvido falar no “novo normal” ou “próximo normal”, estes termos estão circulando entre as organizações e estão diretamente ligados com as tendências de gestão para o próximo ano. Mas, por quê?

Em 2020, o mundo se tornou ainda mais digital. Mesmo empresas não habituadas ao ambiente virtual tiveram que se adaptar de alguma forma. E, apesar dos desafios, foi assim que evoluíram rapidamente e em grandes níveis. O gerenciamento de projetos não fica de fora!

Por isso, se preparar para as escolhas corretas será primordial para crescer e se destacar. Se quiser ficar por dentro do que 2021 trará ao gerenciamento de projetos, continue a leitura.

 

Transformação digital

 

Atualmente, a agilidade organizacional é um dos principais fatores para alcançar sucesso. O encurtamento dos ciclos econômicos e a aceleração tecnológica, aliados a ambientes cada vez mais imprevisíveis, obriga que as empresas encontrem formas de adaptação às mudanças.

O ano de 2020 mostrou que as organizações caminharam para criar ambientes ágeis, focando na identificação rápida de erros e no aprendizado constante. Principalmente porque as empresas atualizaram o gerenciamento de projetos para combinar com as ferramentas digitais.

Neste contexto, para o pós-pandemia, é notável a necessidade da adoção a transformação digital. Como já dissemos, o gerenciamento de projetos está mais ágil e tenderá a obter ainda mais auxílio de ferramentas digitais. Os softwares de gestão serão o pilar para otimizar os processos e o atendimento ao cliente.

Será possível encontrar cenários onde empresas estarão com falhas por causa de sistemas não escaláveis, enquanto empresas que priorizaram a arquitetura de software conseguirão ter resultados positivos em suas soluções.

Em meio a toda esta adaptação, se planeja embarcar junto, uma dica importante é avaliar a situação atual da tecnologia de sua empresa para planejar a arquitetura de software necessária. Essa ação será essencial para garantir o suporte certo às iniciativas de inovação e aumento de eficiência. E, adivinha só? É assim que sua organização possuirá uma TI pronta para ser realizadora de mudanças em 2021.

Outro fator importante para a transformação digital é a migração para a nuvem. Por conta disso, o investimento em cloud computing, redes e mobilidade tendem a crescer.

Marketing digital

 

A melhor forma de se preparar para o mercado competitivo será por meio do Marketing Digital, pois este recurso vai ganhar ainda mais força nas empresas. A pandemia e o distanciamento social geraram força inegável ao comércio online e o marketing digital se destacou em todo os meios.

Portanto, é importante saber definir direcionamentos para a equipe de design. Isso irá dinamizar, simplificar e aprimorar a experiência do usuário! O marketing digital é importante no processo de entender o cliente e oferecer a ele as funcionalidades certas.

 

Home office

 

Quem imaginaria que o home office viesse para ficar? Esta forma de trabalhar pode representar o “novo normal” para muitas organizações.

O home office representa a redução de gastos em vários tipos de negócios. Depois de chegar como melhor alternativa para as organizações, também se tornou uma alternativa mais interessante para muitos profissionais.

Além disso, o gerenciamento ágil de projetos já ganhava muita força, mas, com a chegada do home office, serviu como uma mão na luva para conduzir as coisas.

Para 2021, o home office continuará a desempenhar papel fundamental para empresários e colaboradores. Portanto, o gerenciamento de projetos promete ainda mais flexibilidade diante desta nova opção de trabalho.

 

Tempo flexível e indicadores

 

Assim como a tendência do home office para 2021, vem atrelada a necessidade de dados de performance e produtividade mais sérios. Vamos explicar o porquê.

O gerenciamento de projetos tenderá a ter um olhar mais crítico para os dados, esse fator vem da necessidade de suprir as informações necessárias para acompanhar o desempenho dos colaboradores.

Com o trabalho sendo realizado em casa, o gestor não possui controle para ver os processos que o colaborador está fazendo. Então, como mensurar sua jornada? Isto será feito através de indicadores de performance, operacionais e de engajamento com os colaboradores e clientes. Além disso, os processos precisam ser bem definidos e menores, para que possam ser mensurados, assim como o gerenciamento ágil de projetos defende.

Neste ponto, é importante entender médias e correlações de tempo para ter em mãos como mensurar com exatidão os processos dos colaboradores e o tempo gasto.

Soft skills

As soft skills também vêm atreladas ao home office. Assim, outra tendência para 2021 é que os colaboradores possuam uma alta capacidade de autogestão e intraempreendedorismo.

 

Para que o home office tenha seu desempenho otimizado, o cenário atual e futuro pede atenção a essas capacidades. Se quiser saber mais, leia um pouco sobre autogestão e intraempreendedorismo abaixo:

 

 

Autogestão: é o conjunto de práticas organizacionais que buscam dar o máximo de autonomia a cada integrante da organização. Desta forma, os colaboradores seguem um conjunto de regras e acordos firmados coletivamente. Esses acordos formam uma estrutura organizacional que apenas deixa claro como as coisas funcionam para que não precise da relação constante entre chefe-subordinado.

 

Intraempreendedorismo: diz respeito ao ato de empreender dentro dos limites de uma organização já existente. O intraempreendedorismo foca no funcionário individualmente e em sua propensão para agir sozinho de forma empreendedora.

 

Além disso, as soft skills como: a resolução de problemas, a tomada de decisões e a comunicação, estão entre as qualidades mais importantes para as tendências de gerenciamento de projetos para 2021.

 

Inclusive, dois terços de todos os empregos até 2030 serão compostos por ocupações relacionadas a estas habilidades, como aponta a Deloitte Access Economics.

 

E aí, também fará com que seu negócio caminhe em direção a essas tendências? Comente e nos deixe por dentro da sua perspectiva para 2021.

Aproveite e baixe nosso material gratuito para descobrir o diagnóstico de maturidade de sua gestão de projetos, saiba como aumentar a potência das suas iniciativas!