entenda a diferença entre projetos, programas e portfolios

Em um ambiente de negócios de extrema competitividade, estar preparado para inovar, trazendo ao mercado novos produtos ou serviços, bem como novas formas de gerenciar custos ou estratégias corporativas, é uma condição essencial às empresas modernas que desejam se estabilizar em qualquer segmento. É aí que entra a importância de um projeto.

Entretanto, a criação de novos processos depende fundamentalmente da compreensão exata das diferenças entre projetos, programas e portfólios. Quer saber melhor o que distingue os três conceitos? Então, continue conosco e confira agora mesmo!

Projeto: a base suprema da inovação

Para falar sobre os significados, é impossível não recorrer aos ensinamentos do PMBOK (Project Management Body of Knowledge), referência irrefutável em gestão de projetos. O PMBOK, guia elaborado pelo PMI (Project Management Institute), trata projeto como um “esforço temporário empreendido para criar um novo produto, serviço ou resultado exclusivo”.

Apesar de o projeto ser temporário, não significa que o produto gerado por ele terá início e fim bem definidos. Chega-se ao final quando os objetivos tiverem sido atingidos, quando se perceber que eles não podem ser alcançados ou quando não houver mais a necessidade de o esforço existir. Assim, ele é encerrado.

Além disso, ele tem diversas outras características, como:

  • é mais relacionado ao nível operacional do que os programas e portfólios;
  • está submetido às técnicas modernas de gerenciamento, isto é, aplicação de conhecimentos, habilidades e estratégias implementadas no intuito de prover a execução de projetos de forma efetiva e eficaz;
  • geralmente envolve uma equipe multidisciplinar;
  • está limitado a fatores críticos como tempo, custo e recursos, o que explica a adoção cada vez mais comum de softwares de gestão de projetos para auxiliar seu desenvolvimento;
  • assume uma forma clara, planejada e controlada, em todas as suas vertentes;
  • entrega produtos ou serviços exclusivos;
  • trabalha com prazos predefinidos, com início e fim (temporários).

Benefícios de um projeto

Cumprimento de prazos

Não existem garantias de que um projeto acabará no prazo planejado, visto que imprevistos podem ocorrer ao longo da execução. Contudo, o gerenciamento de projetos oferece ferramentas e recursos que ajudam a antecipar e minimizar esses atrasos ou mesmo avisar com antecedência que determinada atividade não será concluída no tempo previsto.

Antecipação aos problemas

Com o levantamento dos riscos existentes em um projeto, torna-se mais fácil elaborar soluções para evitar que eles ocorram ou que ajudem a minimizar os seus impactos sobre as atividades. Isso ajuda a aumentar a eficiência e a qualidade dos produtos e serviços oferecidos pela empresa.

Flexibilidade

O projeto garante a flexibilidade de poder ser alterado a qualquer momento, desde que haja necessidade. Só é preciso tomar o cuidado de fazer mudanças que sejam coerentes com os objetivos e avaliar os impactos antes de concretizar a alteração.

Controle sobre o ROI

É possível saber exatamente quanto cada fase do projeto custa. Com essa informação, torna-se possível evitar despesas desnecessárias, negociar melhores preços, controlar a lucratividade, entre outros aspectos financeiros. Assim, a empresa passa a ter um retorno mais satisfatório em relação ao investimento realizado, melhorando o ROI.

Aprimoramento da percepção de valor dos clientes

A identificação e satisfação das necessidades dos clientes permite que suas expectativas sejam alcançadas. Em outras palavras, consegue-se saber, com mais precisão, quais ações precisam ser tomadas para melhorar o atendimento. Consequentemente, o cliente se sente mais prestigiado e melhora a sua percepção sobre o valor que a empresa entrega.

Comunicação fluida

Informações são compartilhadas o tempo inteiro, a fim de controlar melhor cada etapa, prever problemas, identificar as melhores soluções, gerenciar atrasos, entre outras questões.

Se você procura uma ferramenta para atingir estes objetivos em sua empresa, clique aqui e conheça mais sobre o Artia.

Programa: agregador de projetos coordenados

O programa é o conjunto de projetos coordenados entre si de forma articulada e dinâmica e que visam objetivos comuns. Essa integração pode ocorrer de 2 formas:

  • desmembramento de um projeto em diversos outros projetos menores, em função de sua extrema complexidade;
  • agregação de projetos relacionados e executados de forma paralela.

A estrutura de um programa é parecida com a de um projeto, apesar de os objetivos serem mais amplos. Contudo, diferentemente do que acontece em um projeto, o programa não inclui a descrição das atividades e outros aspectos operacionais, pode envolver atividades repetitivas e cíclicas e sua finalização pode não estar ligada a uma data específica.

Os programas também são mais complexos, incluem mais variáveis e geram mais entregáveis do que os projetos. De maneira geral, um programa depende dos projetos ligados a ele, visto que a finalização ocorre apenas quando os projetos são completados.

Grosso modo, podemos dizer que o programa se relaciona com o benefício e os projetos são mensurados com relação ao impacto no benefício. Exemplo: um programa de vacinação tem como benefícios a redução da mortalidade, a melhora da qualidade de vida dos cidadãos e a redução da demanda hospitalar.

Este programa é sustentado por vários projetos de vacinação. Ou seja, os benefícios de um programa são a soma dos benefícios de todos os projetos diferentes pelos quais ele é composto.

Um projeto representa um esforço único, ou seja, um grupo de pessoas que se reúnem para criar um único produto, serviço ou resultado exclusivo, enquanto no programa há uma diversidade de projetos, gerando um pacote coeso de trabalho.

Outra distinção está na duração, visto que os programas costumam ser mais longos do que os projetos que devem ser desenvolvidos.

Benefícios de um programa

A equipe do programa é orientada para a obtenção de resultados, que podem ser tangíveis ou não. Os benefícios alcançados são a soma das vantagens proporcionadas pelos projetos subordinados — o que pode representar uma mudança na cultura organizacional ou nos processos de trabalho, por exemplo.

Portfólio: elemento nuclear e de importância estratégica à empresa

O portfólio, por sua vez, consiste no agrupamento de programas e projetos com o objetivo de obter sucesso no desenvolvimento de produtos ou serviços, além de maximização da eficiência na corporação.

O gerenciamento de portfólio está intrinsecamente ligado à análise estratégica e gerenciamento financeiro das diversas iniciativas presentes na empresa. É mais amplo que os outros dois conceitos e mais interligado aos tomadores de decisão da organização.

Acopla também os projetos relacionados aos objetivos estratégicos da companhia. Exemplo: portfólio de projetos de uma área da empresa ou portfólio de projetos de lançamento de novos produtos. Em muitos casos, não importa quais são os tipos de aplicação envolvidas, mas apenas que a carteira como um todo gere resultados positivos.

O objetivo do gerenciamento de portfólios é ter visão estratégica dos projetos e contribuir para a maximização dos resultados com base nos recursos escassos, afinal, ninguém tem todos os recursos para todos os projetos e programas, o que significa que devemos priorizar os que trarão melhores resultados.

Vale lembrar que em muitas empresas quem faz o papel de gestor de portfólios é o PMO (Escritório de Projetos). Pode-se dizer que um portfólio é uma entidade dentro da organização, assim como os departamentos, as gerências e diretorias; além disso, diferentemente dos projetos, não precisa ter início e fim bem definidos.

Assim como ocorre em um programa, não se contempla a parte operacional e o detalhamento das atividades — elas são coordenadas e executadas por meio dos projetos que integram. Assim, eles estão mais comprometidos com os objetivos estratégicos e com as ações presentes (e futuras) necessárias para alcançá-los.

Benefícios de um portfólio

  • melhora na tomada de decisão;
  • minimização dos riscos operacionais;
  • maximização e melhor aproveitamento dos recursos operacionais;
  • melhora na percepção de valor por parte dos stakeholders;
  • aumento da confiabilidade e qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos clientes;
  • melhorias contínuas.

O Guia de Gerenciamento de Portfólio de Projetos?

Confira o e-book com o passo a passo de como gerenciar um portfólio de projetos

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Neste nosso e-book, ensinaremos o caminho indispensável para você coordenar múltiplos projetos, programas e portfólios. Confira!

Comparativo geral entre projetos, programas e portfólios

Para facilitar a compreensão das diferenças entre as três gestões e as dimensões que cada uma delas alcança dentro da organização, fizemos um comparativo utilizando alguns critérios essenciais. Acompanhe:

Projeto Programa Portfólio
Escopo Tem os objetivos bem definidos, assim como as ações necessárias para que se consiga alcançá-los (tem um detalhamento operacional referente à execução das atividades). O escopo é maior, os objetivos são mais complexos e os benefícios alcançados são mais significativos. O escopo está diretamente ligado à estratégia organizacional.
Mudança As mudanças são gerenciadas e a ideia é minimizá-las. As mudanças são esperadas e as equipes estão prontas para gerenciá-las. Aqui, o foco está nas mudanças que ocorrem no ambiente externo. Elas são monitoradas e gerenciadas.
Planejamento Os planos são detalhados e orientam as equipes para o trabalho que deve ser realizado. Os planos criados são de alto nível, voltados para orientar os gerentes dos projetos. Os planos são de alto nível, envolvem a alta gestão e existe uma comunicação voltada para o alcance dos objetivos estratégicos.
Sucesso O sucesso é mensurado com base nos objetivos detalhados no escopo (como prazo, custos, entregas, entre outros). O sucesso é mensurado pelos benefícios alcançados e pelo atendimento das necessidades. O sucesso é mensurado a partir do desempenho do investimento realizado e o alcance dos objetivos estratégicos.
Liderança O gerente de projeto está focado no planejamento, na execução das atividades e nas entregas. Gerencia técnicos, especialistas, analistas, entre outros, mas faz parte da equipe e a mantém motivada por meio das habilidades e do exemplo. Além disso, controla as atividades e os produtos gerados por elas. O gerente de programa coordena o gerente de projeto e está focado no desenvolvimento dos relacionamentos, na solução de conflitos e no monitoramento de projetos e outras iniciativas. É um líder que tem visão e assume a postura de liderança. Desenvolve planos de alto nível, voltados para orientar os projetos. O gerente de portfólio está focado em agregar valor aos objetivos estratégicos e monitorar o desempenho e indicadores de valor para a organização. Cria e mantém processos importantes para promover a comunicação e é um líder que ajuda a facilitar a compreensão dos objetivos.

Como podemos ver, projetos, programas e portfólios tratam de coisas diferentes, mas que se relacionam e têm como objetivo principal otimizar os resultados de uma organização.

Agora que você já sabe melhor a diferença entre esses termos, deixe nos comentários as suas opiniões sobre o tema e participe da conversa!

E aí, conseguiu entender melhor a diferença entre os termos? Ficou alguma dúvida? Comente com a gente!

Gostou do nosso post? Então assine nossa newsletter. Também nos acompanhe no Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Você entendeu os benefícios da administração de tempo, e agora sabe que um Gerenciador de Atividades Online é fundamental. Teste o Artia por 10 dias gratuitamente.

Maximize os resultados da sua empresa através de um Software de Gestão de Projetos.

Conheça mais o Artia assistindo a Demonstração em Vídeo.

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Solução completa para gestão de projetos, programas e portfólios. Coordene projetos, organize entregas, garanta resultados, tenha total visão dos prazos, estime melhor os esforços e garanta resultados. Tudo facilmente adaptável às necessidades de sua empresa.