Mais do que um simples modismo, a gestão de projetos vem se tornando cada vez mais importante dentro das organizações. Frequentemente empresas lidam com estratégias que não atendem aos resultados desejados, e isso impossibilita que os objetivos possam ser concretizados. As falhas ocorrem geralmente porque as organizações não adquirem nem desenvolvem as potencialidades necessárias para a execução e implementação de estratégias que foquem no nível tático desejado. E é nesse ponto que a aplicação do conceito da curva de aprendizado entra. Saiba mais sobre esse assunto em nosso post:

A curva de aprendizado

Colaboradores demandam menos tempo para executar uma determinada atividade à medida que repetições são realizadas, seja pela própria familiaridade adquirida na função, pela adaptação às ferramentas utilizadas ou pela descoberta de atalhos que facilitem o desempenho da tarefa. Para que gestores possam medir o desempenho em que as atividades são executadas, são elaboradas representações matemáticas obtidas através de regressão não linear por intermédio de software de análise estatística.
Os dados são recolhidos ao longo de um período de tempo, sendo construída então a curva de aprendizado em um gráfico, a qual mostrará uma diminuição do esforço empregado por unidade de operações repetitivas. Ou seja, a curva de aprendizado mostrará que quanto mais vezes uma atividade é repetida, menos tempo será necessário para cada execução, uma vez que há uma melhoria no desempenho a cada interação.

A implantação da gestão de equipes

Empresas que querem potencializar os processos, sistemas e etapas produtivas devem inicialmente investir na capacitação. A equipe poderá ficar mais lenta na fase de implantação do software, mas posteriormente poderá ser potencializada e reverter os esforços em bons resultados.
O acompanhamento pode ser realizado através da curva de aprendizado, demonstrando o progresso em cada fase. O gestor poderá acompanhar o desenvolvimento individual e coletivo em cada etapa, podendo visualizar possíveis lacunas que possam impedir uma maior eficiência e produtividade.
A curva de aprendizado pode ser reduzida através da atualização contínua da equipe. No processo inicial de implantação, é normal surgirem algumas dúvidas pós-treinamento que poderão ser sanadas com a recapitulação do que foi exposto na fase de capacitação, dando continuidade ao trabalho e evitando erros.
A atualização constante, o aperfeiçoamento e o aprendizado devem ser encarados como um investimento com retorno garantido. O processo de adaptação de uso de um software não é uma fase tão fácil quanto se pensa, uma vez que representará a mudança na rotina de trabalho. Pular etapas de capacitação e treinamento, seja por falta de interesse ou de recursos, pode ocasionar a redução da produtividade, da qualidade e da otimização dos recursos do software.
Quanto menor a curva de aprendizado, melhores serão os resultados alcançados. E o primeiro passo é o investimento na gestão de equipes como executores principais das funcionalidades do software.

A curva de aprendizado no processo de gestão

Segundo a revista The Economist, o fato de repetir variadas vezes uma determinada função pode representar diminuição tanto nos custos de produção quanto no tempo de execução. Por exemplo: a cada nova experiência adquirida para a produção de aeronaves, o tempo de trabalho dedicado diminuia de 10 a 15%.
Assim, a utilização da curva de aprendizado se torna um importante instrumento de análise da eficiência e produtividade do tempo necessário para a execução das funções realizadas. Essa curva pode ser utilizada na estimativa de custos, uma vez que os gastos de produção tendem a diminuir à medida que a experiência aumenta em determinada função.

A curva de aprendizado é amplamente utilizada pelas empresas no processo de planejamento de produção, previsão de custos e despesas e na definição dos prazos de entrega dos projetos.
No processo de tomada de decisão, a utilização da curva de aprendizado pode ser aplicada:

  • Na identificação do tempo utilizado no desempenho de cada função, seja individual ou coletivamente;
  • Na gestão de equipes;
  • Na decisão de precificação, uma vez que possibilita a estimativa dos custos de produção;
  • Na eficiência produtiva;
  • Nas projeções de necessidade de capital;
  • No planejamento de equipe de trabalho com base nas demandas futuras.

Agora que você já sabe o que é curva de aprendizado e como ela pode ajudar na gestão de equipes, assine a nossa newsletter e continue recebendo as nossas atualizações!

Ganhe tempo organizando suas atividades corretamente

Dicas fundamentais para organizar o trabalho de sua equipe com uma boa Gestão de Tarefas

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Neste nosso webinar, vamos explorar a importância de organizar as atividades do dia a dia para que você gerencie melhor seu tempo e, com isso, conquiste não só melhores resultados para a sua empresa, como mais tempo para dedicar a você mesmo.