Backlog do produto: entenda o que é e como fazer nos seus projetos

Backlog do produto: entenda o que é e como fazer nos seus projetos

Escrito por Roberto Gil Espinha

21 Mar 2022

5 min de leitura

Imagine uma lista que aponte os itens essenciais de um projeto e que reúna as principais funcionalidades a serem desenvolvidas. Essa é basicamente a definição de backlog do produto.

O backlog do produto auxilia na organização e na documentação de todos os requisitos que surgem durante o desenvolvimento do projeto.

Se você quer saber mais a fundo o que é um backlog de produto, como estruturá-lo e técnicas para priorizar iniciativas, você está no lugar certo!

O que é backlog do produto?

Backlog do produto é uma lista que contém os requisitos necessários para a construção de um produto de alto valor. Ou seja, trata-se de uma lista de entregas do projeto organizada em ordem de prioridade.

No topo estão os itens mais importantes e desenvolvidos. Já para o final, constam os elementos que estão em fase de desenvolvimento e ainda não foram completamente estruturados.

Backlog de produto explicado

O profissional responsável pelo backlog do produto é o Product Owner. É ele que decide a ordenação e a prioridade de cada tarefa e as organiza de uma maneira objetiva e que facilite a compreensão de todos os membros da equipe.

Para que serve o backlog do produto?

O backlog de produto serve para definir o ciclo de vida de um produto. Ele mostra suas fases, o que precisa ser feito para alcançar determinado resultado e como e para quando fazer.

Além disso, através do backlog do produto você consegue entender e visualizar os requisitos do produto como um todo. Você também pode modificá-lo se as prioridades mudarem ao longo do caminho.

Algumas outras vantagens de se utilizar um backlog de produto são:

  • Melhora o planejamento;
  • Facilita a antecipação de tarefas;
  • Auxilia na organização das atividades.

Webinar Como priorizar os itens do backlog

Como estruturar um backlog do produto?

Estruturar o backlog de produto pode parecer uma tarefa desafiadora. Por isso estamos aqui para te ajudar! Confira agora o passo a passo de como estruturar o backlog do produto da melhor maneira.

1) Levantar requisitos

A primeira etapa para a elaboração de um backlog de produto é o levantamento de requisitos. Uma boa maneira de fazer isso é utilizando estórias dos usuários.

As estórias dos usuários mostram as principais necessidades do produto, para quem, por que e o que deve ser desenvolvido.

Essa etapa é importante porque ajuda agregar mais valor ao produto e diminuir as chances de inserir tarefas inúteis ou dispensáveis.

2) Defina critérios de priorização

Antes de tudo, é essencial definir a ordem de prioridade dos itens no backlog, ou seja, o grau de importância de cada um.

Não existe uma fórmula ou ordem correta para priorizar os itens do backlog. Você pode sempre reordená-los de acordo com o feedback do cliente. Porém, existem alguns conceitos iniciais que podem te ajudar nessa função, como:

  • Entender quais itens terão mais impacto no projeto, ou seja, maior valor;
  • Analisar quais itens são mais fáceis de concretizar;
  • Analisar quais itens geram mais receita de imediato;
  • Ter em mente que é o cliente que diz o que é sucesso ou não. É ele que determina as prioridades dos itens restantes no backlog junto com o Product Owner;
  • Criar funcionalidades apenas quando elas acrescentarem valor ao produto.

Lembre-se que as prioridades mudam de acordo com as necessidades e o momento. Por isso, a lista do backlog é dinâmica e nunca está totalmente completa.

3) Dê um nome/título aos itens

Nomear os itens é muito importante para que a equipe consiga identificar do que se trata. É preferível dar um nome curto e claro aos itens do backlog. Isso ajuda o time a compreender melhor o assunto em questão e diferenciar uma tarefa das outras.

Veja exemplos a seguir:

  • “Testar a funcionalidade x”
  • “Distribuir pesquisa”
  • “Implantar a funcionalidade x”.

4) Escreva uma descrição

Nesse momento é hora de detalhar o item criado. É muito importante que a descrição contenha todas as informações da tarefa, explicadas de uma forma clara, objetiva e compreensível.

Na descrição pode conter:

  • Referências para a realização da atividade;
  • Informações necessárias para o desenvolvimento da tarefa;
  • Sugestões;
  • Explicações.

5) Defina um prazo

Agora você precisa definir qual o prazo para cada item ser entregue. Para isso, pode-se analisar o contexto do produto em geral e as metas que foram discutidas nas reuniões de Sprint.

Defina informações como início estimado, término estimado e esforço (em horas) estimado.

Atributos que um bom backlog do produto deve conter

  • Visibilidade clara e compreensível;
  • Organização;
  • Possuir ordem bem definida;
  • Possuir tarefas bem categorizadas;
  • Ser detalhado adequadamente.

Para desenvolver um produto com excelência, é essencial ter um bom backlog de produto em mãos. Para te ajudar nessa função, preparamos um guia completo de backlog do produto para o seu projeto.

Com ele você irá aprender mais a fundo sobre backlog de produto e como implantar um na sua empresa com sucesso. Além de ver como as metodologias ágeis tem gerado resultados positivos para as equipes envolvidas no gerenciamento de projetos. Não deixe de conferir, é só clicar no banner abaixo:

(Ebook) Guia completo de product backlog para seu projeto

Roberto Gil Espinha
Com mais de 20 anos de experiência em projetos com especial ênfase em Finanças e TI, vários destes como executivo da Datasul, atual Totvs. Atualmente é sócio Diretor da Euax, e lidera a equipe que desenvolve e comercializa o Artia, uma ferramenta inovadora voltada para a Gestão de Projetos. Também atua como consultor em empresas na estruturação de seus processos e metodologias de gestão de projetos, infra de TI e na adoção de boas práticas de engenharia de software. Bacharel em Administração de Empresas, com especializaçõe em Gestão Empresarial pela FGV-RJ e em Engenharia de Software pela PUC-PR. Certificado PMP e PMI-ACP pelo PMI, ITIL Foundation pelo EXIM e CSM, CSP pela Scrum Alliance.