Imagem blog artia

Cálculo ROI em projetos: 3 passos para fazer de modo eficiente

Escrito por Roberto Gil Espinha

18 jan 2023

5 min de leitura

O objetivo de todo empreendimento é ter lucro, certo?

Então, para o sucesso de qualquer negócio, é fundamental que a empresa saiba quanto ganhará com cada projeto, isto é, o retorno sobre o investimento (ROI).

Se você não sabe ainda como calcular o ROI de seus projetos, a gente te ajuda! Nesse texto você vai aprender como funciona o cálculo ROI e verá o passo a passo para aplicá-lo nos seus projetos.

Fórmula para calcular o ROI

O cálculo ROI nada mais é do que um balanço entre o dinheiro investido e o dinheiro ganho em um projeto. Assim, ele é o indicador responsável por informar os lucros da empresa.

Para calculá-lo é bem simples, basta aplicar a seguinte fórmula:

Ilustração de exemplo de como fazer calculo ROI em projetos.
Após substituir os valores e fazer a conta, costumamos , para ter o resultado do ROI em porcentagem. Assim, a fórmula fica da seguinte forma:

Segundo passo do calculo roi em projetos

Saber o valor percentual auxilia a ter melhores parâmetros e análises, porque, no mercado financeiro e de investimentos, muitas das taxas utilizam este padrão numérico. Bem fácil, não é?

Mas, apesar do cálculo do ROI se resumir basicamente a esta fórmula, muitos gerentes de projeto cometem erros ao substituir os valores e têm dificuldade em entender os resultados da conta. Por isso, trouxemos um passo a passo para você entender como ele funciona nos projetos. Veja só:

3 passos para aplicar o cálculo do ROI nos projetos

1. Determinar os valores

O primeiro passo para fazer o cálculo do ROI em projetos é definir os valores corretos a serem utilizados.

O ROI é um indicador de lucratividade, mas, ele também é muito importante para identificar a viabilidade e a priorização dos projetos. Com isso, ele pode ser utilizado em qualquer etapa do projeto, e é aí que o cálculo fica um pouco mais complexo.

O valor do investimento não traz muita dificuldade, porque este é um dos primeiros pontos pensados ao desenvolver um projeto e provavelmente já estará definido.

Porém, a receita real gerada só será conhecida ao final da execução. Assim, na maioria das vezes, é necessário realizar projeções e estimativas do valor ganho, que considerem o contexto do projeto e o mercado atual.

Para te ajudar nesta parte, leia também: 8 dicas eficazes para fazer estimativas nos projetos!

2. Aplicar a fórmula do ROI

Com os valores definidos, basta substituir as informações e fazer o cálculo. Vejamos um exemplo:

Exemplo do cálculo do ROI

Digamos que o projeto da sua empresa seja a implementação de um software de gestão de projetos para facilitar a rotina do time e aumentar a produtividade da empresa. Com esta ação, espera-se um aumento de receita de R$80.000 no ano.

Para implementar este software, a empresa teria um gasto mensal de R$4.200, tendo uma despesa extra de R$10.000 com a manutenção de alguns computadores.

A partir dessas informações, o cálculo seria:

Exemplo completo do calculo roi em projetos

Isso significa que o retorno sobre o investimento deste projeto será de 24%

3. Analisar os resultados

Em teoria, qualquer projeto que tenha um ROI positivo é eficaz, porque o dinheiro recebido será maior que o gasto, ou seja, trará lucro.

No entanto, nem sempre um projeto com ROI positivo é uma boa opção para a empresa, porque pode haver projetos mais lucrativos ou formas de investimento mais vantajosas.

Por isso, não basta calcular o ROI e ir direto para a execução. É preciso analisar as possibilidades cautelosamente, inclusive pensar em melhorias para o negócio.

Outro ponto importante de ser analisado é a duração do projeto, pois as taxas de mercado variam muito ao longo do tempo. Então, é importante sempre considerar o longo prazo, analisando como ele afetará o crescimento da organização e se os lucros compensam o investimento.

DICA!

Para ter uma análise de resultados do ROI ainda mais precisa, é legal fazer o acompanhamento de alguns outros indicadores. Com isso, você consegue ter uma fundamentação maior e compreende melhor o contexto da organização. Confira alguns deles a seguir!

Principais indicadores de projetos

O cálculo do ROI é importantíssimo para os projetos, mas sozinho ele não vai ajudar muito, né? Por isso, é interessante monitorar também:

  • Retorno sobre o patrimônio líquido (ROE): é o indicador que relaciona o lucro ao patrimônio líquido de uma empresa, indicando a capacidade da organização gerar valor ao negócio;
  • Ticket médio: é o valor médio que cada cliente gasta na empres;
  • Faturamento: representa a soma dos valores ganhos em determinado período;
  • Desvio de prazo: faz um balanço entre o prazo estimado e o prazo real do projeto;
  • Nível de qualidade: mede o resultado dos serviços e o nível de satisfação dos clientes.

Esses são apenas alguns dos indicadores que podem te ajudar a ter uma visão mais completa e real dos projetos. Mas, se você quiser conhecer mais indicadores e aprender qual a fórmula para calcular cada um deles, leia nosso e-book completo sobre indicadores de desempenho do projeto clicando no botão abaixo. 
 

Aplicando tudo isso, sua empresa estará mais perto do tão desejado aumento dos lucros, tendo projetos mais controlados e com retornos melhores!

E se você quiser ver mais conteúdos que podem te ajudar a otimizar os projetos e estar um passo à frente do mercado, não deixe também de dar uma olhada na nossa biblioteca de aprendizado.

Roberto Gil Espinha
Com mais de 20 anos de experiência em projetos com especial ênfase em Finanças e TI, vários destes como executivo da Datasul, atual Totvs. Atualmente é sócio Diretor da Euax, e lidera a equipe que desenvolve e comercializa o Artia, uma ferramenta inovadora voltada para a Gestão de Projetos. Também atua como consultor em empresas na estruturação de seus processos e metodologias de gestão de projetos, infra de TI e na adoção de boas práticas de engenharia de software. Bacharel em Administração de Empresas, com especializaçõe em Gestão Empresarial pela FGV-RJ e em Engenharia de Software pela PUC-PR. Certificado PMP e PMI-ACP pelo PMI, ITIL Foundation pelo EXIM e CSM, CSP pela Scrum Alliance.