Não há dúvidas: para fazer um empreendimento crescer, acompanhando o ritmo do mercado e conquistando os objetivos traçados pela gestão, é preciso realizar um aprimoramento constante dos processos internos e uma renovação do mercado explorado. No entanto, os novos produtos e serviços desenvolvidos, os modelos mais modernos de atendimento ao consumidor e a automatização desses processos, requerem, necessariamente, uma mudança nas dinâmicas internas. Estamos em uma época em que essas transformações acontecem de forma intensa.

Não é à toa que, segundo a Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), os investimentos em qualificação e capacitação profissional subiram 6% entre 2012 e 2013. Para 2014, a previsão é de que haja um aumento de 9%. Apostar no treinamento dos colaboradores é um dos melhores investimentos que um empreendedor pode fazer para conquistar suas metas e objetivos. No entanto, é natural que na maioria das empresas brasileiras, como no caso das PMEs, nem sempre é possível realizá-los de forma contínua.

Por isso, a equipe do Artia resolveu abordar neste post quando e como fazer esse tipo de investida na sua empresa. Confira logo abaixo!

Quando apostar?

O mais recomendado, como já vimos, é que os treinamentos sejam realizados continuamente, para que a equipe seja constantemente reciclada e se torne possível um acompanhamento das novas práticas do mercado. No entanto, caso não haja um aporte de capital suficiente para subsidiar essa tarefa, não se desespere: Ela também pode ser feita mais pontualmente.

Sempre que houver novos projetos, produtos ou novos procedimentos, principalmente no caso da automação de processos, é fundamental que sejam realizados treinamentos para que toda a equipe possa se adaptar às transformações. Essa é uma medida indispensável, já que é preciso garantir que bons profissionais mantenham a sua produtividade mesmo com as mudanças.

Como fazer?

Existem alguns pontos a serem considerados durante a elaboração de um treinamento, e o primeiro deles é definir a sua finalidade, ou seja, qual será o seu objetivo, o público e o conteúdo a ser ministrado. Vale lembrar, também, que é importante definir quem será o responsável por transmitir esse conteúdo, que pode ser algum membro que seja capacitado, dentro da própria organização ou algum especialista convidado.

Feita a tarefa, é bom definir um cronograma, dividindo o assunto geral em disciplinas com cargas horárias específicas. Essa é uma forma para melhorar a organização de ideias e facilitar o cumprimento de todos os tópicos a serem transmitidos. Por fim, é importante definir um local, que pode variar de acordo com o número de pessoas a serem treinadas e a finalidade do treinamento. Por exemplo, caso a intenção seja mostrar algum tipo de software novo, nada melhor do que realizar esse treinamento na própria empresa, mostrando os novos processos.

Vale lembrar que, se não investir em capacitação e qualificação da equipe, o empreendedor corre o risco de não conseguir desenvolver seus novos projetos.

Sua empresa está com novos planos? Não se esqueça que o Artia pode ser a ferramenta ideal para organizá-los! Acesse agora mesmo o nosso site e confira!

A importância da Gestão de Projetos

Você sabe o quanto a Gestão de Projetos pode ajudar a melhorar os resultados da empresa?

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Neste nosso webinar, vamos explorar a importância de organizar seus projetos para que você atinja melhores resultados.