Um framework de TI é um modelo de boas práticas que recomendam como devem ser gerenciados os projetos, processos e demais demandas da TI. Esses frameworks servem para guiar o trabalho da TI, estabelecendo padrões e nortes para que a tecnologia da informação seja uma área cada vez mais estratégica dentro da empresa.

Adotar frameworks para a área de tecnologia da informação pode trazer vários benefícios para a organização, como:

  • Agilidade, pois não é preciso gastar tempo tentando descobrir qual a melhor maneira de trabalhar, os modelos consagrados já detalham tudo que precisa ser feito. Além disso, esses frameworks geralmente são descritos em uma documentação detalhada, então os novos membros da equipe de TI terão mais facilidade em aprender como funciona o trabalho no time e será mais rápido capacitar novos colaboradores.
  • A comunicação é melhorada, afinal, haverá uma linguagem comum, com termos e padrões que toda equipe conhecerá.
  • Do mesmo modo, um framework de TI diminui as chances de erros, já que são padrões testados anteriormente e criados por especialistas, e que existem justamente para aumentar o sucesso das entregas.

Diante disso, você certamente quer escolher o melhor framework para a sua empresa, certo?

Para te ajudar elencamos abaixo os 5 melhores frameworks de gestão de projetos e processos para a TI. Confira:

5 melhores frameworks de Gestão para TI

ITIL®

O ITIL (Information Technology Infraestructure Library) é uma biblioteca de boas práticas para gerenciamento dos serviços de TI.

Ele foi criado pelo governo do Reino Unido, e hoje em dia é o framework mais utilizado ao redor do mundo, é adotado inclusive por gigantes da tecnologia como a IBM.

O ITIL é chamado de biblioteca justamente porque é estruturado em livros (cinco no total). Esses livros detalham como devem ser geridos os projetos e processos da TI, para que ela possa auxiliar a organização a alcançar seus objetivos estratégicos.

Os livros descrevem, por exemplo, boas práticas para treinamento da equipe, suporte ao usuário, resolução de problemas, desenho de novos projetos, como melhorar o que não está indo muito bem na área de TI, e muito mais.

Os livros que compõem a biblioteca ITIL são:

  • ITIL Service Strategy (estratégia de serviços)
  • ITIL Service Design (desenho de serviços)
  • ITIL Service Transition (transição de serviços)
  • ITIL Service Operation (operação de serviços)
  • ITIL Continual Service Improvement (melhoramento contínuo de serviços)

O ITIL tem como principais vantagens:

  • Redução de custos da operação.
  • Aumento na produtividade.
  • Melhora na qualidade do serviço entregue.

COBIT®

O COBIT (Control Objectives for Information and Related Technologies) é uma estrutura que recomenda boas práticas para a gestão de TI.

Assim como o ITIL, ele tem como principal foco transformar os objetivos da organização em objetivos da área de TI. Porém, a diferença é que, enquanto o ITIL descreve boas práticas para planejamento e execução dos serviços de TI, o COBIT foca na gestão dos processos e controles da área de tecnologia da informação.

Portanto, o COBIT é mais focado na gestão, ele recomenda “o que” fazer, enquanto o ITIL é focado no serviço, em “como” fazer depois que a demanda é recebida.

Por isso muitas empresas utilizam esses frameworks juntos, já que seus conteúdos são complementares.

Na sua versão mais recente (a 5ª), o COBIT se estrutura em cinco princípios:

  • Atender as necessidades dos stakeholders.
  • Compreender a organização de ponta a ponta.
  • Aplicar um framework único e integrado.
  • Permitir uma abordagem holística.
  • Distinguir a Governança da Gestão.

As principais vantagens de utilizar o COBIT são:

  • Reduz riscos.
  • Proporciona mais controle das atividades de TI.
  • Alinha a organização com a área de tecnologia da informação.

SCRUM

Scrum é um framework ágil para gestão de projetos em tecnologia da informação.

Ele divide o projeto em pequenas partes chamadas de “sprints”, facilitando o gerenciamento do projeto, pois ele surgiu justamente para driblar a alta necessidade de documentação e deixar a gestão mais ágil. Ele também trabalha com uma lista de funcionalidades que devem ser atendidas por ordem de prioridade.

Para entender o funcionamento do Scrum é preciso entender alguns conceitos, como: Sprint, Product Owner, Scrum Master e Time Scrum. Para te ajudar, recomendamos que você leia nosso post “O que é Scrum e como ele se aplica à gestão de projetos” e descubra o significado desses termos e como funciona o Scrum!

Suas principais vantagens são:

  • Comporta mudanças durante a execução.
  • Liderança mais clara.
  • Permite feedbacks constantes das partes envolvidas.

PMBOK®

O PMBOK (Project Management Body of Knowledge) é um conjunto de boas práticas organizado e divulgado pelo PMI (Project Management Institute).

O PMBOK é estruturado em dez áreas de conhecimento, cada uma responsável por administrar uma parte do projeto – desde os custos até o tempo. Ele também é estruturado em cinco processos: iniciação, planejamento, execução, monitoramento e controle e encerramento.

Esse é um dos modelos de gestão de projetos mais utilizados no mundo, no entanto, é altamente criticado pela área de TI porque é um método tradicional, que trabalha intensivamente com o planejamento e a documentação do projeto, enquanto que muitas vezes os projetos de TI demandam agilidade, mais ação e menos planejamento.

No entanto, documentação e planejamento não podem ser totalmente ignorados na gestão de projetos de TI, por isso o PMBOK ainda se faz necessário. Como ele também é um conjunto de boas práticas, é possível mesclar algumas das recomendações do PMBOK com outros princípios da gestão ágil e ter o melhor dos dois mundos.

As vantagens em utilizar o PMBOK são:

  • Maior visualização e controle dos projetos.
  • Comunicação mais eficiente entre as partes interessadas.
  • Padronização do ciclo de vida dos projetos.

SAFe®

SAFe é uma sigla para Scaled Agile Framework.

É um framework para desenvolvimento ágil de sistemas. Ele foi criado por Dean Leffingwell para aumentar a agilidade da gestão dos projetos de desenvolvimento de sistema. Porém, ele recomenda que haja uma transformação ágil em toda a organização, afinal, não adianta a TI ser ágil se o resto da empresa não for.

Seu principal objetivo é ter mais rapidez em colocar os produtos no mercado, por isso é ideal para equipes de desenvolvimento com muitas demandas, e ele faz isso através de três práticas e princípios: Lean, Ágil e DevOps.

Segundo o próprio site da Scaled Agile, já são mais de 250 mil profissionais treinados na metodologia e 70% das 100 empresas que mais faturam nos EUA têm profissionais treinados nesse framework.

Suas principais vantagens são:

  • Auxilia a disponibilizar o produto no mercado com mais rapidez.
  • Incorpora outros métodos ágeis, facilitando a implantação.
  • Está sempre sendo atualizado.

Esperamos que você tenha entendido um pouco mais sobre os frameworks para gestão de projetos de TI! Aproveite e leia também nosso texto sobre como evitar erros na gestão de projetos de TI e saia na frente ao entregar uma TI estratégia para a sua organização.

ITIL® é uma marca registrada da AXELOS.

COBIT® é uma marca registrada da ISACA.

PMBOK® é uma marca registrada do PMI.

SAFe® é uma marca registrada da Scaled Agile.

Gostou do nosso post? Então assine nossa newsletter. Também nos acompanhe no Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Tudo o que você precisa saber para otimizar Gestão de Projetos em TI neste e-Book

Fazer a gestão de projetos para que a área de TI atinja ou supere as metas e objetivos de negócio estabelecidos pela empresa.

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Na teoria, otimizar essa gestão é algo simples. Basta que o gestor seja um líder para a sua equipe, utilize as melhores ferramentas, tenha um bom prazo para executar as tarefas e possa contar com métodos e processos bem definidos, garantindo eficácia e agregando mais valor para sua empresa.