Metodologia é o caminho que será seguido em toda a execução do projeto, a implementação de planejamento do que precisa ser executado e em que ordem; já o método é um modo de colocar em prática alguma ação específica, em alguma parte pontual do projeto. A diferença entre método e metodologia está no grau: enquanto a primeira executa uma ação, a segunda planeja todas elas.

Para quem se envolve superficialmente com gestão de projetos, o significado dessas palavras pode até não importar tanto. Agora, se você trabalha com liderança de equipes, gerência de projetos e de processos internos, você não pode se contentar em saber “mais ou menos”! Então continue lendo e veja o apanhado que fizemos para você entender de uma vez por todas a diferença entre método e metodologia de projetos. Trouxemos exemplos para você perceber as características de cada um e as diferenças práticas no seu dia a dia!

 

>Método e metodologia de projetos: qual a diferença?

Para que você entenda como um método de projeto pode ajudar no seu desempenho e como uma metodologia de projeto pode transformar a forma como você e sua equipe gerenciam suas atividades, é importante começar sabendo a diferença entre uma coisa e outra. Porque as palavras até são parecidas, mas seus conceitos são bem diferentes!

 

Você vai perceber que enquanto o método é uma ação pontual, para um contexto específico de nível local, a metodologia de projeto tem papel abrangente, para o corpo geral que envolve o projeto, num nível global de aplicação. Difícil de entender? A gente resume: o método de projeto você usa para uma execução de atividade, enquanto a metodologia você implanta para a gestão completa do projeto.

 

Vamos te explicar o que é cada um dos dois, para que com exemplos você consiga sentir na prática as diferenças entre as duas coisas e como isso influencia na sua gestão de projetos.

 

O que é um método de projeto?

 

Na essência de seu significado, um método de projeto é um procedimento (um meio) de executar alguma ação. Em outras palavras, uma técnica de execução. É fundamental salientar que um método de projeto não tem a responsabilidade de criar por exemplo fluxos de execução, organização de equipes, metodologias de delegação de atividades.

 

Um método de projeto é uma forma de executar um (ou mais) dos passos de seu projeto. Pra você entender na prática, vale citar o exemplo do Método do Caminho Crítico que apresentamos aqui mesmo no blog.

 

O Método do Caminho Crítico (CPM, em inglês) usa um diagrama que auxilia na gestão de processos (dentro do seu projeto) que têm prazos apertados e uma grande possibilidade de atraso se não forem bem geridos.

 

O GTD é outro exemplo de método que auxilia projetos pessoais que precisam de mais produtividade. Com sua sequência de “coletar, processos, organizar, revisar, fazer”, o método GTD – que também explicamos como funciona – auxilia na execução de uma organização de rotina executiva e mais efetiva.

 

Esses exemplos de método de projetos ajudam a explicar o conceito: um método de projeto é uma maneira de execução de processos e de realização de etapas.

 

E nessa hora você pode estar se perguntando: “Mas e a organização cronológica de atividades? E a gestão de prazos globais com toda minha equipe? E o cronograma de andamento do projeto? Tenho vários métodos de projetos como os citados, mas nenhum deles resolvem toda nossa organização!”.

 

E sabe qual é a verdade? Os métodos de projetos não resolvem mesmo. Eles existem para auxiliar na execução de processos e oferecer modos de agir, mas são as metodologias de projeto que assumirão a tarefa de te acompanhar na gestão completa de seu projeto. A gente explica:

 

O que são, então, metodologias de projetos?

 

Fazer a gestão de projetos (grandes ou pequenos) nunca foi tarefa fácil. Até porque, como a gente explica passo a passo no nosso guia sobre gestão de projetos, metodologia de projeto se caracteriza como um padrão que está relacionado à implantação, desenvolvimento e uso dos projetos para atingir as metas de uma organização.

 

Na prática, uma metodologia de projetos pode ser explicada a partir de três características principais. Seu conceito inclui:

 

Processos:

O passo a passo das tarefas a serem executadas, cada uma das ações que precisa ser colocada em prática;

Ferramentas:

Assim como funções manuais, a gestão de projetos também tem suas auxiliadoras, entre as quais estão softwares, sistemas gerenciadores etc.;

Padrões:

Documentos testados e aprovados que funcionem como relatórios, controles de funcionamento, formulários etc.

Há dois tipos essenciais de metodologia para sua gestão de projetos: as tradicionais e as ágeis. Metodologias tradicionais em geral são feitas com antecedência, prevendo cada etapa do projeto e preparando suas fases. Um exemplo de metodologia tradicional é o PMBOK, que organiza projetos através de um guia de práticas em cinco categorias: “iniciação, planejamento, execução, monitoramento e controle e encerramento”. Nós explicamos como e por que usar o PMBOK aqui.

 

A segunda categoria de metodologia de projeto é a de metodologias ágeis. Mais contemporâneas e com abertura às descobertas e mudanças ao longo da execução do projeto, abrem mais possibilidade à incrementação de novos processos e demandas.

 

Entre as metodologias ágeis o Scrum é uma das mais utilizadas, seguindo a linha de metodologia ágil e dividindo projetos em pequenos ciclos (de 2 a 4 semanas). Outra metodologia ágil muito utilizada é a XP (Extreme Programming), metodologia que faz entregas graduais do projeto e se organiza em quatro conceitos:

 

Comunicação:

Evitar desencontros de informação e falta de contato;

Simplicidade:

Permitir que processos complexos não se tornem complicados;

Feedback:

Responder prontamente clientes e participantes;

Coragem:

Conseguir dizer “não” a pontos que podem prejudicar o projeto.

 

Uma metodologia de projeto, então, vai além de um método, levando em conta que será aplicada em toda a extensão do projeto em questão.

 

É esse caráter global da metodologia de projeto que a diferencia de um método de projeto, que tem aplicação local em alguma área específica. Enquanto a metodologia vai do processo anterior à implantação até o relatório de resultado, o método de projeto tem a atribuição de ser um “modus operandi” para execução de alguma tarefa.

 

Implementar tecnologias de gestão é um desafio? A gente ajuda

Exemplos de metodologias e suas principais características.

Assista nosso Webinar e confira como o Spotify revolucionou seus processos criando uma metodologia ágil própria.

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Conheça metodologias ágeis indo mais além do que o SCRUM

 

Você já percebeu como escolher bem os métodos para seus projetos é fundamental, e ainda mais como é importante definir assertivamente que metodologia usar ao longo da execução. Outro ponto que fica evidente é que em tempos como os nossos, o uso de tecnologias para gestão de projetos não é mais uma opção – mas uma necessidade.

 

Implementar novas tecnologias pode parecer (e muitas vezes é) desafiador. Por isso, preparamos um e-book especialmente pra te ajudar a lidar com os obstáculos que podem aparecer durante o processo.

 

A mudança para uma gestão de projetos com metodologia, eficácia e resultados pode ser desafiadora – mas certamente é o melhor caminho possível!