Projetos de inovação: o guia para elevar sua competitividade organizacional

Projetos de inovação: o guia para elevar sua competitividade organizacional

Escrito por Roberto Gil Espinha

25 Mar 2024

14 min de leitura

Em um mundo globalizado as empresas precisam cada vez mais se reinventar no mercado para se manterem competitivas. Para isso, o segredo é promover a mudança e inovar.

Os projetos de inovação são as iniciativas que executam essas mudanças e trazem novas perspectivas para o negócio. Por isso, neste artigo, vamos te explicar mais detalhadamente o que são esses projetos e como você pode executá-los de forma prática. Você irá aprender:

O que são projetos de inovação?

Projetos de inovação são iniciativas que visam criar algo ou melhorar significativamente algo já existente. Isso pode se aplicar a produtos, serviços, processos, modelos de negócio, entre outros.

Assim como qualquer outro projeto, o projeto de inovação também é um esforço temporário em prol de um objetivo. Mas, diferente dos outros que possuem metas pontuais, o objetivo aqui é aumentar a vantagem competitiva e elevar o desempenho da empresa no mercado.

Veja mais algumas diferenças que fazem únicos os projetos de inovação:

Quais as diferenças entre um projeto de inovação e um projeto comum?

Tanto o projeto comum quanto o de inovação podem ocorrer em qualquer área de uma empresa e visam contribuir para aumentar os resultados da organização.

A diferença é que os projetos comuns buscam esses resultados através de metas bem delimitadas, com resultados específicos previstos, enquanto os projetos de inovação têm como meta gerar um destaque competitivo, podendo os resultados esperados não serem claros desde o início.

Tabela-diferença-projetos-de-inovacao

Projetos de inovação têm um alto risco, mas também um alto retorno sobre o investimento. É como investir na bolsa de valores: há tendências e dados que te mostram a probabilidade de aquilo dar certo, mas o resultado é incerto, sendo necessária uma postura ousada da alta administração.

Aí você pode se perguntar: mas se há alto risco envolvido, será que vale a pena arriscar? Vamos responder isso a seguir.

Por que é importante investir em projetos de inovação?

Você com certeza já ouviu a expressão: quem não arrisca não petisca. E é justamente por isso que você deve investir em projetos de inovação!

Em um mercado cada vez mais competitivo e sujeito a mudanças, as empresas precisam se acostumar a lidar com a incerteza e assumir os riscos necessários para manter um desempenho satisfatório. Ao investir em projetos de inovação, a organização consegue:

1. Aumentar a eficiência organizacional

Projetos de inovação muitas vezes resultam em novas tecnologias, processos ou práticas que aumentam a eficiência operacional, ajudando a reduzir custos, tempo e recursos na operação.

2. Solucionar desafios corporativos e lacunas mercadológicas

A inovação permite que as empresas antecipem necessidades dos clientes e criem soluções completamente novas para desafios de mercado, sejam eles internos ou externos.

3. Melhorar a competitividade

Empresas inovadoras têm uma vantagem competitiva significativa, pois conseguem oferecer produtos ou serviços diferenciados e de alto valor para os clientes. Isso pode ajudar a empresa a se destacar da concorrência e a conquistar uma posição de liderança no mercado.

4. Impulsionar a economia

Investir em projetos de inovação não só beneficia individualmente as empresas, mas também contribui para o crescimento econômico como um todo. A inovação estimula a criação de empregos, promove o desenvolvimento de novas indústrias e impulsiona o progresso tecnológico.

Atenção!

Apesar dos projetos de inovação envolverem vários riscos, que devem ser tomados para alcançar benefícios competitivos na organização, isso não significa tomar decisões impulsivas.

Para que os projetos de inovação sejam aprovados e sejam colocados em prática é preciso de uma série de processos e mecanismos de gestão de projetos. Então, se você quer começar a inovar com segurança, confira a seguir quais são os 4 passos para começar a gerenciar projetos de inovação.

| Download gratuito: Planilha de Gerenciamento de projetos

Por onde começar: o que é preciso para gerenciar projetos de inovação?

1. Tenha um propósito

A inovação é algo que depende bastante da ideação e da criatividade. Mas, apesar disso, quando se trata de organizações, é preciso direcionar essas ideias para a estratégia da empresa e ter uma base para iniciar a criação.

Por isso, o primeiro passo é definir o propósito das ações e entender o “porquê” da inovação:

  • Qual problema a inovação buscará resolver?
  • Quais são os objetivos estratégicos da empresa?
  • Quais ações já são realizadas no mercado e quais as oportunidades?

2. Defina o tipo de projeto de inovação a ser implementado

Projetos de inovação podem incluir a introdução de novos produtos ou serviços, otimização de processos, melhoria da eficiência operacional, expansão do mercado, entre outros.

Ou seja, existem muitos tipos de projetos de inovação e saber qual será utilizado é um excelente ponto de partida para desenvolver soluções inovadoras adequadas.

Principais tipos de projetos de inovação

  • Inovação de produto: foco no desenvolvimento de novos produtos ou na melhoria significativa de produtos existentes.
  • Inovação de processo: melhoria ou redesenho dos processos internos da empresa para aumentar a eficiência, reduzir custos ou melhorar a qualidade.
  • Inovação organizacional: tem como objetivo aprimorar a estrutura, cultura e operações da organização para impulsionar a inovação e o desempenho.

3. Desenvolva uma cultura de inovação

A inovação funciona quase como uma mentalidade dentro da empresa. Quanto mais a alta gestão incentiva o pensamento disruptivo, mais as equipes se sentem abertas a trazer novas ideias. Por isso, promova uma cultura organizacional que valorize e incentive a inovação.

Isso inclui:

  • Ter uma liderança engajada que esteja disposta a assumir riscos calculados;
  • Criar um ambiente que valorize o pensamento inovador;
  • Investir na formação da equipe em métodos criativos e de resolução de problemas;
  • Promover desafios internos para estimular a criatividade e a geração de ideias inovadoras.

4. Obtenha recursos

Projetos de inovação buscam estar à frente do mercado e, para isso, é preciso contar com: um time especializado, que tenha conhecimentos e habilidades compatíveis com as tendências; e ferramentas tecnológicas apropriadas, que permitam desenvolver novidades.

Assim, certifique-se de que o projeto de inovação tenha os recursos necessários para obter sucesso:

  • Determine os recursos financeiros, humanos e tecnológicos prioritários;
  • Estipule um valor de investimento em inovação no orçamento da empresa;
  • Construa equipes multidisciplinares.

Ao seguir esses 4 passos, sua empresa estará pronta para fazer projetos de inovação. Aí entra em jogo mais 5 passos necessários para executar esses projetos. Saiba mais!

Mão na massa: como executar um projeto de inovação?

1. Defina o escopo do projeto

O primeiro passo para desenvolver um projeto de inovação é definir claramente oescopo, descrevendo quais os objetivos, justificativas, restrições, stakeholders entregas e requisitos. Então, pense em:

  • Qual necessidade do mercado será atendida?
  • O que é esperado alcançar com a iniciativa?
  • Quem serão os beneficiários da solução?
  • Quais requisitos serão desenvolvidos?
  • Quais recursos você precisará para executar o projeto?
  • Como será medido o sucesso do projeto?

DICA!

Utilize um Canvas de Projeto: ferramenta visual que apresenta as principais informações do projeto em uma única página, ajudando a organizar as informações e executar projetos de forma mais eficiente.

2. Escolha uma metodologia de projetos

A escolha dametodologia de projetosé algo decisivo para o sucesso dos projetos de inovação, pois é através dela que a execução será organizada. É comum que esse tipo de projeto utilize metodologias ágeis, porque elas são mais flexíveis e têm uma aceitação melhor à incerteza.

| Leia também: quais as 4 metodologias mais utilizadas do mercado

3. Planeje as etapas do projeto

Depois de ter a aprovação do escopo e definir como o projeto será guiado, é o momento de planejar de fato como será a execução. Aqui, você precisa definir tudo o que será feito nas próximas etapas, listando tarefas, prazos, responsáveis e orçamento. Defina:

  • As etapas do projeto;
  • As atividades necessárias em cada etapa;
  • O tempo estimado para cada etapa;
  • O cronograma de entregas previsto;
  • Os recursos necessários para cada etapa;
  • Os responsáveis por cada etapa;
  • Os marcos e indicadores de sucesso.

Mas, atenção!

Por se tratar de um projeto de inovação, deixe espaço para incertezas no planejamento e esteja aberto a replanejamentos.

4. Desenvolva o projeto

Com o plano em vigor, é hora de começar a trabalhar na execução das atividades planejadas. Durante esta fase, é importante monitorar o progresso do projeto e garantir que todas as etapas sejam concluídas conforme o planejado.

Nesse momento o que faz a diferença é ter controle sobre todas as tarefas e responsabilidades de cada equipe ou setor, acompanhando:

  • O progresso do projeto;
  • Os riscos e desafios que surgirem;
  • As oportunidades de aprimoramento;
  • A necessidade de ajustes no planejamento.

DICA!

Faça uso do Status Report: documento que fornece uma visão geral do projeto em relação aos seus objetivos e informa se o projeto está atrasado, dentro do limite de gastos, com algum problema etc.

5. Mensure os resultados e analise o desempenho

Medir o resultado dos projetos é muito importante para garantir que tudo saia como o planejado e, ao final, analisar aquilo que deu certo, o que não deu, o que pode ser melhorado, e o que se pode tirar de aprendizado.

No caso dos projetos de inovação, além disso, a mensuração de resultados também ajuda a mostrar para os stakeholders a rentabilidade da inovação e contribui para que essa cultura permaneça na organização.

| Saiba como avaliar o desempenho de seus projetos com o guia de indicadores de desempenho

4 ferramentas para gerenciar projetos de inovação

Business Model Canvas

O Business Model Canvas é uma ferramenta visual amplamente utilizada para descrever, visualizar, avaliar e iterar modelos de negócios. Com blocos que abrangem os principais aspectos de um negócio, como proposta de valor, segmentos de clientes, canais de distribuição e fontes de receita, ajuda as equipes a entenderem e aprimorarem a lógica por trás de sua inovação.

Design Thinking

O Design Thinking é uma abordagem utilizada para estimular a ideação e promover a resolução de problemas. Esse método não apresenta uma fórmula específica de uso, sendo baseado na criação de um ambiente que maximize a criatividade e reúna o máximo de perspectivas possíveis.

Brainstorming

O Brainstorming é uma técnica de geração de ideias em grupo. Durante uma sessão de brainstorming, os participantes são encorajados a expressar livremente suas ideias, o que leva a uma grande variedade de conceitos e soluções. Essa técnica é especialmente útil no início do processo de inovação, quando é importante explorar uma ampla gama de possibilidades.

Software para gestão de projetos de inovação

Os softwares especializados para gestão de projetos de inovação oferecem recursos como planejamento de projetos, acompanhamento de tarefas, colaboração em equipe, gerenciamento de recursos e análise de desempenho, tudo em uma única plataforma integrada.

Essas ferramentas proporcionam uma base sólida para gerenciar projetos de forma eficaz, permitindo que as equipes colaborem, gerem ideias criativas, testem soluções e entreguem valor aos clientes de maneira mais ágil.

| Leia também: 7 melhores ferramentas para gestão de projetos

Agora que você já sabe tudo sobre os projetos de inovação, que tal conferir alguns exemplos reais de organizações que executaram este tipo de projeto com excelência?

Exemplos de projetos de inovação

Inovação em TI – Algar Telecom

A Algar Telecom é uma empresa de telecomunicações com foco em desenvolver soluções tecnológicas de alta qualidade com relacionamento próximo ao cliente. Para isso, ela promove diversos projetos de inovação centrados na modernização de sua infraestrutura de rede.

Isso envolve a adoção de tecnologias emergentes, como virtualização de redes, IA, computação em nuvem e automação de processos, para melhorar a eficiência e segurança dos serviços.

Inovação em Manufatura – Nexxto

A Nexxto, é uma empresa de manufatura que insere tecnologia de ponta em seus processos para entregar mais eficiência operacional e segurança para o setor de saúde.

Através de projetos de inovação a Nexxto implementou a Internet das Coisas (IoT) em suas operações. Por meio do uso de sensores inteligentes e análise de dados em tempo real, conseguiu otimizar o monitoramento de equipamentos, prever falhas, reduzir o tempo de inatividade e aumentar a eficiência da produção.

Inovação em Construção Civil – CGL Construtora

A CGL Construtora é uma empresa da construção civil que tem como objetivo aumentar a qualidade de vida das famílias e promover a satisfação de seus clientes. Em seu site, eles definem seus empreendimentos como únicos, tanto em questão de design, localização, projetos e detalhes.

Quanto à inovação, a CGL Construtora investe em técnicas construtivas ecoeficientes, como o uso de materiais reciclados, sistemas de captação de água da chuva, energia solar e soluções inteligentes de gestão de resíduos, visando reduzir o impacto ambiental e os custos operacionais.

Inovação em Consultoria – Carreira Muller

A Carreira Muller é uma consultoria em remuneração especializada em pesquisa salarial e planos de cargos e salários, tendo um propósito inovador de proporcionar a consulta de salários em tempo real.

Através da implementação de ferramentas, análise de dados avançada e a criação da maior plataforma em remuneração do Brasil, ela conta com milhões de dados salariais que ajudam os clientes a planejarem sua carreira de forma eficaz.

Inove para ter vantagem competitiva

A inovação é uma necessidade para as empresas que desejam se destacar no mercado e garantir uma vantagem competitiva sustentável. Ao adotar essa mentalidade e investir em projetos que impulsionem a criatividade, a eficiência e a excelência, as organizações se posicionam à frente e se adaptam com sucesso às mudanças do ambiente de negócios.

Então, não perca tempo! Se inspire nos exemplos que trouxemos e dê o primeiro passo em direção à inovação ainda hoje.  

Coloque seus aprendizados em prática e conte com o apoio do artia, o software de gestão de projetos mais robusto do mercado! Experimente gratuitamente e descubra como ele pode transformar seus projetos de inovação em realidade.

Banner-trial-gratuito-cta

    Principais aprendizados neste artigo

  • Projetos de inovação visam aumentar a vantagem competitiva e elevar o desempenho da empresa no mercado
  • Os projetos de inovação aumentam a eficiência organizacional, solucionam desafios corporativos, melhoram a competitividade e impulsionam a economia
  • Os projetos de inovação devem ter um direcionamento definido, mas também devem ter espaço para incertezas no planejamento e estarem abertos a replanejamentos.
Roberto Gil Espinha
Com mais de 20 anos de experiência em projetos com especial ênfase em Finanças e TI, vários destes como executivo da Datasul, atual Totvs. Atualmente é sócio Diretor da Euax, e lidera a equipe que desenvolve e comercializa o Artia, uma ferramenta inovadora voltada para a Gestão de Projetos. Também atua como consultor em empresas na estruturação de seus processos e metodologias de gestão de projetos, infra de TI e na adoção de boas práticas de engenharia de software. Bacharel em Administração de Empresas, com especializaçõe em Gestão Empresarial pela FGV-RJ e em Engenharia de Software pela PUC-PR. Certificado PMP e PMI-ACP pelo PMI, ITIL Foundation pelo EXIM e CSM, CSP pela Scrum Alliance.